11/02/2018
  • Prazer em receber

Caldo de abóbora com quinoa e gengibre

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Uma das maiores preocupações dos foliões antes do Carnaval é a escolha da fantasia. São dias, semanas e até meses de planejamento para cair na folia com muita alegria e estilo.

Se fantasias e adereços ocupam tanto tempo, os cuidados para com a alimentação durante os dias de festa acabam ficando em segundo plano. São ocasiões como esta que o cardápio consumido é rico em alimentos nocivos à saúde e bem-estar.

Foi pensando nisso que Mirna Ribeiro, healthy coach em alimentação e vida saudável, preparou algumas sugestões práticas e nutritivas aos foliões. “Ocasiões como o carnaval exigem um desgaste maior de energia do organismo e com os alimentos corretos é possível preparar-se com saúde”, comenta Mirna.

Uma delas é o Caldo de abóbora de quinoa e gengibre. “O ideal é que a pessoa saia para a folia bem nutrida, mas sem estar com o estômago pesado. Essa receita é bastante nutritiva e possui antioxidantes, carboidratos (abóbora), proteínas (quinoa) e fibras”, descreve a healthy coach.

Segundo Mirna, além de possuir ação anti-inflamatória e aumentar a imunidade por conter o gengibre, “a receita é perfeita para preparar o corpo para a maratona do carnaval”.

Já para o pós-folia, uma dica importante da profissional é o consumo de ingredientes para ajudar o organismo a se recuperar. A salsinha, por exemplo, também pode ser usada no preparo de sucos, afinal, “além de hidratar é antioxidante e potencializa a função renal, auxiliando a eliminação de toxinas”, destaca.

Bebida refrescante e indispensável é a água de coco, “ótima para reposição de sais minerais”, conclui Mirna.

Vejam abaixo a receita:

Caldo de abóbora com quinoa e gengibre

Ingredientes

300 g de abóbora

1/4 de xícara de alho-poró em rodelas

1 pitada pimenta-do-reino

2 colheres de sopa azeite de oliva

Sal a gosto

1/4 de xícara de salsinha picada

1 colher de chá de gengibre fresco ralado

1/2 xícara de quinoa cozida

Modo de preparo

Cozinhe a quinoa por 8 minutos sem mexer e reserve. Cozinhe a abóbora no vapor. Enquanto isso, prepare o tempero: refogue o alho-poró junto com a pimenta-do-reino e o sal até dourar.

Liquidifique a abóbora com o tempero refogado e adicione água até o ponto desejado. Retorne o caldo para a panela e incorpore a salsa, a quinoa e o gengibre. Ajuste o sal e sirva!


Bom, pessoal, espero que tenham gostado da dica de hoje e que esta receitinha possa ajudar vocês a passar o Carnaval com saúde!

Beijinhos

                   
                                         
                   
08/02/2018
  • Maternidade

Vida de mãe: medos e inseguranças

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Pessoal, confesso para vocês que estou bem apreensiva com a chegada da Micaela em nossas vidas! Não sei o que está acontecendo comigo, mas sei que algo não vai bem. Só queria poder desabafar…

Todo mundo sabe que a vida de uma mulher se transforma completamente com a chegada de um bebê. Tenho assistido a muitos vídeos no YouTube, conversado com muitas pessoas e posso dizer que estou com medo. Não estou com medo de cuidar da minha filha, mas sim da transformação que a minha vida vai ter.

Desde que comecei a trabalhar, conquistei a minha independência. Mesmo casada, meu marido e eu temos as nossas independências, sabendo que cada um precisa de seu espaço. Só que isso vai mudar daqui a alguns meses. O Elton é tranquilo quanto a isso. Ele me disse para parar de colocar minhocas na minha cabeça e viver cada momento. Sim, estou sofrendo por antecipação, como sempre faço em tudo!

Não quero que a minha bebê sinta que não quero que ela seja parte da minha vida! Não é isso! A Micaela foi muito planejada e amada desde o dia em que soube que estava grávida. Só que estou com medo! É difícil lidar com esses pensamentos que, de repente, surgem em minha cabeça diariamente.

Será que todos esses sentimentos são frutos dos hormônios da gravidez? Não sei! Só sei que esses pensamentos vêm e vão constantemente. Quando eles aparecem, eu tento não dar atenção a eles, mas é muito difícil! Quero continuar levando esta gravidez bem e feliz! Não quero ficar triste e nem depressiva!

Sei que essa transformação me fará muito bem! É só uma questão de encarar os fatos com otimismo!


Mamães, o que vocês fizeram? Simplesmente relaxaram ou endoidaram? Quem puder, comente aqui neste post!

Beijinhos e obrigada

                   
                                         
                   
07/02/2018
  • Vida Saudável

Por que ser feliz apenas no Carnaval?

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Carnaval: tempo de diversão, de folia e, para muitos, dias de extravasar e de colocar todas suas energias nestes 4 ou 5 dias de comemorações. Muitos se preparam o ano todo para o Carnaval. Roupas, viagens, blocos carnavalescos e todo o aparato do marketing que leva o consumo para esta época do ano.

É uma festa tradicional que movimenta milhões em recursos para a economia do Brasil. Para tantos outros, tempo apenas para descansar e de buscar totalmente o contrário do que muitos desejam: a tranquilidade.

Vivemos um tempo onde tudo sugere uma urgência e uma necessidade de exposição e intensidade. As redes sociais estão aí e como uma vitrine, expõem tudo e todos que nela se colocam e, mesmo aqueles que não se colocaram, são alvos daqueles que tudo fotografam ou filmam.

Será que a felicidade só mora nestes 5 dias do ano?

A reflexão para este tempo é: será que a felicidade só mora nestes 5 dias do ano? Será que, ao final de tanta intensidade e entrega, você se sente completo ou acaba estes dias com a sensação de ter exagerado na dose? Claro que a liberdade e a capacidade de reflexão pertence a cada um. Porém, é importante pensar quais são as consequências no pós-carnaval.

As fantasias assumidas nesta época podem envolver as pessoas com o evento. É como se fosse um tempo de liberdade e de rituais como forma encontrada pela sociedade de esquecer o mundo real e fixar-se num local onde a imaginação impera. É como se uma necessidade fosse imposta e mergulhada nas brincadeiras, na sensualidade, no prazer e num estado de alegria.

A mesma máscara negra que esconde o teu rosto…

Por estarmos em sociedade, um dos aspectos a serem avaliados é a pressão que se faz sobre aqueles que não gostam destas comemorações e, para eles, é sugerido que precisam estar ali, felizes e foliões, com máscaras ou vestimentas típicas, bebendo muito ou fazendo tudo o que é possível em 5 dias.

Por que agir assim?

A atenção que se deve dar então é: por que agir assim? Por que preciso ir ao encontro do que a massa quer e me envolver indiscriminadamente com Carnaval? Se pudéssemos olhar a fundo o que a festa representa, ela vai muito além dos 5 dias de folia.

Comportamentos tipicamente privados são expressos através das fantasias, máscaras e festa. Aquilo que é vergonhoso, que nos causa medo ou desconforto, pelo contexto e pela situação, é favorecido no Carnaval.

Vale uma reflexão para que aquilo que é momentâneo não provoque depois o sofrimento e o arrependimento; para que estejamos atentos àquilo que não condiz com o que somos ou ainda possa ser uma pressão desnecessária do grupo sobre o nosso comportamento. Não deixe de ser quem você é para ser conduzido pela “levada do bloco”.


Espero que tenham gostado da reflexão de hoje…

Beijinhos

Este texto foi gentilmente cedido por Elaine Ribeiro, que é psicóloga da Fundação João Paulo II/Canção Nova.

                   
                                         
                   
06/02/2018
  • Passeios e viagens

2 lugares diferentes para pular Carnaval em São Paulo

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

O Carnaval está chegando, mas muitas pessoas não gostam muito da folia tradicional. Pensando nessas pessoas, resolvi deixar aqui algumas dicas de baladas e bares diferentes para você comemorar o Carnaval fugindo um pouco do samba, das marchinhas e do axé em São Paulo. Vamos a elas?

1) Trash 80

Há um tempo atrás, eu fui com os meus primos pular Carnaval na Trash 80. Gente, que lugar mais divertido! Parece que eu tinha acabado de entrar em uma danceteria dos anos 80 com direito a dançar ao som de Xuxa, Trem da Alegria, entre outros ícones daquela década. É muito legal!

Crédito: Bruno Souto Maior

Este ano, a Trash 80 fará o tradicional baile de Carnaval nos dias 09, 10 e 12 de fevereiro. Na sexta-feira, haverá o Baile de Máscaras. Quem for com máscara, entrará de graça até a meia-noite. Depois deste horário, pagará R$ 20,00 de entrada ou R$ 50,00 de consumação. Haverá um concurso para eleger as melhores máscaras da noite. Para dançar, muitas músicas dos anos 80 e carnavalescas.

No sábado, haverá o Baile à Fantasia. As melhores fantasias levam prêmios. Quem for a caráter, ganhará desconto no preço (R$ 20,00 de entrada ou R$ 50,00 de consumo) e entrada preferencial.

Já na segunda-feira, haverá um baile com muita marchinha, pagode dos anos 90 e outras pérolas como É o Tchan, Terrasamba, Luiz Caldas, Kaoma, etc. Quem estiver com um abadá de qualquer festa ou micareta, pagará apenas R$ 10,00 até meia-noite!

Trash 80
Clube Caravaggio
Rua Álvaro de Carvalho, 40, Centro – São Paulo
Informações: WhatsApp (11) 99162-8588
Site: www.festatrash.com.br

2) The Clock Rock Bar

Eu simplesmente amo a The Clock, tanto é que já fiz um post especial para a casa aqui. Lá, toca muito rockabilly para quem gosta realmente de dançar.

Eu e o Elton no The Clock

No sábado, haverá o Sábado de Carnaval com baile de máscaras. Antes do agito, haverá a tradicional aula básica de dança para ninguém ficar parado. A banda Rock in Black agitará a festa na companhia da DJ ReSo.

Serão dois tipos de entrada: entrada normal por R$ 35,00 ou entrada com open bar por R$ 85,00 que incluirá acesso à área VIP do mesanino, bebidas à vontade (água, coca-cola, coca-cola zero, cerveja, vodka, energético e caipirinha de limão) e mesa de frutas.

Quem se interessou deve garantir logo o ingresso para o open bar até o dia 09 de fevereiro. É só entrar em contato com o pessoal por e-mail ou pelo Whatsapp: (11) 94103-0845.

The Clock Rock Bar
Rua Turiassú, nº 806, Perdizes, São Paulo
Telefones: 3672.0845 – 2613.7112
Site: www.theclock.com.br

Bom, pessoal, é isso! Espero que tenham gostado do post de hoje! Quem tiver mais alguma dica legal, é só compartilhar aqui com a gente!

Beijinhos

Mais textos sobre Carnaval no blog:

 

                   
                                         
                   
05/02/2018
  • Casa

Dicas para pintar a fachada da casa

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Nós, geralmente, não nos lembramos disso, mas a fachada desempenha um papel muito importante em nossa casa. Na verdade, é a primeira coisa que vemos quando chegamos em casa.

No entanto, sendo continuamente exposta às condições climáticas (chuva, vento, calor, etc.), ela se estraga facilmente. Por essa razão, de vez em quando, você tem que fazer uma reforma.

Se a fachada da sua casa mostra sinais de desgaste como pedaços de tinta, descamação ou, simplesmente, quer mudar sua aparência, recomendamos que você continue lendo este artigo e siga nossas dicas para reforma sua fachada.

Escolha a tinta certa

Para ser bem sucedido(a) nesta importante tarefa, é essencial que você escolha a tinta certa. Idealmente, opte por tintas acrílicas, que são fáceis de aplicar e oferecem uma durabilidade até 8 anos. Outra opção é a tinta à base de siloxano, que é ideal para climas extremos e úmidos (oferece até 15 anos de duração).

Para escolher, recomendamos que você leve em conta o estado da sua fachada, a climatologia do local onde a casa está localizada e as características da pintura em questão, ou seja, o nível de cobertura, o desempenho e a aderência que a tinta oferece.

Para calcular o valor a quantidade de tinta que será necessário, você deve medir as paredes, multiplicando a base pela altura para obter os metros quadrados. É claro que você também deve obter outras ferramentas que você precisará para pintar a fachada como rolo, lixa, espátula, escova de ferro, em alguns casos, balde e escada.

Prepare a superfície

Depois de adquirir todo o material para pintar a sua fachada, você pode começar a trabalhar. Você deve saber que, antes de pintar, você terá que preparar a superfície. Assim, é importante que você verifique se a fachada tem problemas para serem resolvidos. Antes de tudo, faça o seguinte:

  • Aplique massa corrida em furos e fissuras;
  • Remova a tinta velha;
  • Nivele a parede, removendo os restos de massa com uma lixa.

Além disso, você deve limpá-la para remover qualquer tipo de sujeira. Caso contrário, a tinta não irá aderir à parede. Você deve esperar até que a parede esteja seca para limpá-la.

Se você usa uma máquina de água pressurizada (uma ferramenta muito útil, pois suaviza as manchas e facilita a limpeza), você precisará esperar cerca de duas semanas para que a fachada fique completamente seca (rezando para não chover).

Como pintar?

Quando a fachada estiver seca, você pode começar a pintá-la. Antes de começar a trabalhar, você deve proteger as áreas que não devem ser pintadas como portas, janelas, o piso da calcada, lâmpadas, etc. Para fazer isso, você pode usar fita, jornal velho ou lona.

Quando terminar esta tarefa, você pode pegar o rolo e começar a pintar, levando em conta que é melhor não cobrir superfícies muito grandes (idealmente, desenhe “M” e preencha com traços horizontais).

Você deve saber que as camadas de tinta devem ser mais densas do que dentro da casa. O que muitos especialistas recomendam é aplicar duas camadas de tinta em paredes normais e três em paredes porosas, sempre esperando que a fachada esteja seca para aplicar a próxima camada.

Bom, pessoal, é isso! Espero que tenham gostado das dicas de hoje!

Beijinhos