cartaodecredito
fraldinhaassada
Cerimonia
    
        
                                      
                   
22/08/2016
  • Casa

Cuidados com o cartão de crédito

Oi, gente!

Tudo bem com vocês?

Ter um cartão de crédito pode trazer facilidades, mas, se a praticidade não vier acompanhada de uma boa dose de responsabilidade, você pode se ver em apuros com uma dívida enorme. Se você optar por usá-lo, deve ficar atenta para não perder o controle das finanças.

“O cartão de crédito representa facilidade, comodidade e acesso a crédito sem burocracia. Quem não o possui tem menos poder de negociação”, afirma Alcidney Sentallin, professor de Finanças do IBE-FGV e consultor de negócios. A questão da praticidade é um chamariz para que as pessoas busquem o cartão de crédito, mesmo com receio dele se tornar uma fonte de dívidas. “O risco é a forma de utilização. Use-o com moderação e bom-senso, afinal, não existe almoço grátis. Tenha cuidado com fraudes. Se fizer compras pela internet, veja se o site é confiável. Não use o rotativo do cartão de crédito. Se a fatura não estiver de acordo com o orçamento, a pessoa terá problemas”, diz Sentallin.

cartaodecredito

Tome cuidado com o cartão de crédito para não ficar endividada

Os temíveis juros

Fique sempre alerta aos juros do cartão. Segundo dados da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), a taxa média de juros cobrada subiu de 441,76% ao ano em maio para 447,44% ao ano em junho. Quando você não paga o valor total da fatura, são estes os juros cobrados pela operadora.

“Não use crédito pessoal em cartão de crédito e nem o rotativo. Saia da dívida do cartão o quanto antes”, recomenda Sentallin. Segundo ele, quem se endivida deve parar de usar o cartão e renegociar as dívidas de acordo com o orçamento. Se você tiver mais de um cartão de crédito, dobre os cuidados. Você terá que arcar com mais tarifas e anuidades, o que pode levar à desorganização financeira.

Crianças e adolescentes

Se tiver filhos crianças ou adolescentes e quiser contribuir com a educação financeira deles, você pode recorrer ao cartão de crédito pré-pago. Com ele, pode ser mais fácil controlar os gastos, já que você só pode gastar o valor carregado. Em viagens para outros países, ele possui a vantagem de proteger contra a variação cambial e ser mais seguro do que carregar moeda estrangeira em espécie.

A mesada dos filhos também pode ser depositada no cartão pré-pago. Desta forma, eles terão uma quantidade limitada de dinheiro para usar e terão que gerenciá-la. É um jeito de adquirirem disciplina e aprenderem a não gastar mais do que têm. O quanto antes os jovens entenderem a importância de cuidar bem do dinheiro, mais rapidamente poderão conquistar a independência financeira e realizar seus sonhos.

Espero que tenham gostado!

Beijinhos

Este texto foi gentilmente cedido por Finanças Femininas.

                   
                                         
                   
21/08/2016
  • Casa

Fraldinha assada com batata e alecrim

Oi, pessoal!

Tudo bem?

Hoje, trouxemos uma receita bem gostosa para reunir a família neste domingão: fraldinha assada com batata e alecrim. Vamos à receita?

Ingredientes

1 kg de fraldinha
5 dentes de alhos amassados
Sal a gosto
Pimenta a gosto
2 colheres (sopa) de mostarda
2 colheres (sopa) molho inglês
Alecrim a gosto
1 kg de batata (com casca)

Modo de preparo

Em um recipiente, coloque a peça de fraldinha. Adicione a mostarda, o molho inglês, molho de pimenta, o alho picado e o alecrim. Espalhe bem os temperos pela peça de fraldinha.

Cubra com papel alumínio e leve para o forno por 1 hora e meia. Enquanto assa a fraldinha, corte as batatas em pedaços compridos. Adicione-as em um recipiente e tempere com azeite, alecrim e sal.

Retire a fraldinha do forno, adicione as batatas e volte ao forno por mais 1 hora. Sirva.

                   
                                         
                   
20/08/2016
  • Casamento

Cerimônia ecumênica

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Hoje, resolvi conversar um pouquinho com vocês sobre como realizar uma cerimônia ecumênica. Muitos noivos são de religiões diferentes e não abrem mão da sua crença durante o casamento. Como lidar com isso? Dá para realizar uma cerimônia assim? Já já, vocês vão ver…

Para quem não sabe, o Elton é budista e eu sou espírita. Então, tivemos um dilema desde o começo dos preparativos do nosso casamento: como unir as duas religiões e realizar uma cerimônia ecumênica?

Fiquei com esse “problema” na cabeça durante muito tempo porque nem eu e nem ele queríamos abrir mão das nossas religiões. O Espiritismo não tem um ritual próprio a ser seguido, mas o Budismo tem. Por isso, o Elton resolveu abrir mão dos rituais próprios da religião para que a cerimônia ficasse mais simples e para que pudesse ser adequada à minha.

20e21

Nosso casamento ecumênico

Por isso, decidimos que a cerimônia teria dois celebrantes que representariam cada religião. Aí, veio o dilema: como organizar a fala decada um para que não fique aquela coisa: “fala você agora; agora é você…”… :D… Resolvemos escolher duas pessoas que achamos que fariam o seu papel com muita responsabilidade: o dirigente do Centro que eu frequento, o Edson, e o Kleber, que é dirigente responsável da BSGI metropolitana de São Paulo.

Escolhemos o Edson para conduzir a cerimônia (entrada de pais, padrinhos, noivos, alianças, etc.) e dar a sua mensagem durante a bênção das alianças e o Kleber para revezar a bênção budista com ele. Outra coisa que foi muito importante foi determinar que os celebrantes não falassem muito sobre a religião durante a cerimônia, mas sim falarem sobre sentimentos e bases de um casamento sólido como o amor, o respeito e a união. Fizemos isso para não haver um choque muito grande de ideias, mas sim focar na importância do casamento na vida das pessoas.

Os dois celebrantes cumpriram o seu papel muito bem e os convidados disseram que a cerimônia foi muito bonita, pois houve muito sentimento, fazendo com que a cerimônia emocionasse todo mundo e que fosse verdadeira. Tudo que tiver sentimento fica muito mais bonito!

Dicas para a sua cerimônia ecumênica

1) Para que a cerimônia ecumênica dê certo, é necessário que os noivos conversem muito e estejam dispostos a abrir mão de alguma parte de sua religião, principalmente de dogmas muito fortes.

2) Interajam com os celebrantes e vejam qual é a melhor forma de demonstrar o amor de vocês durante a cerimônia. Verifiquem com eles a possibilidade de unirem as duas religiões.

3) Não fiquem com esse negócio de “minha religião é melhor do que a sua” porque isso não é bom nem na cerimônia e nem durante a vida de casados de vocês. É preciso respeito!

4) Esse tipo de cerimônia só dá certo quando as religiões têm algo em comum, como o Espiritismo e o Budismo. Existem grandes diferenças, mas muitas coisas são bem parecidas.

5) Escolham um lugar neutro para realizar a cerimônia como uma chácara ou um salão de festas para não priorizar uma religião em detrimento da outra.

Cerimonia

Celebrem o amor!

6) Conversem com os celebrantes e vejam se tem como eles adaptarem a cerimônia das duas religiões em uma só. Dividam as tarefas: quem vai ficar responsável por determinada parte da cerimônia para que não haja bagunça, quem vai dar a bênção primeiro, etc.

7) Prezem o amor e o respeito em primeiro lugar!

8) Foquem na simplicidade do casamento, pois a cerimônia ecumênica é mais simples do que as outras.

Bom, pessoal, é isso! Espero que tenham gostado!

Beijinhos

                   
                                         
                   
19/08/2016
  • Direito

Plano de saúde popular?

Oi, pessoal!

Tudo bem?

O Ministério da Saúde publicou em Diário Oficial da União, em 5 de agosto, a criação de um grupo de trabalho para debater a proposta de “plano de saúde popular”. Segundo o MS, seria um modelo mais econômico e com cobertura limitada, o que poderia diminuir as filas no Sistema Único de Saúde.

Entidades como a Associação Paulista de Medicina veem o projeto com preocupação. “É temerário o andamento dessa discussão porque já tivemos modelos semelhantes no passado e foi extremamente prejudicial para os pacientes”, argumenta o presidente da APM, Florisval Meinão, ao relembrar como se estabeleciam os critérios de coberturas antes da Lei nº 9.656/98, quando não havia formas de controle dos planos, com o prevalecimento do poder de mercado econômico sobre os usuários.

“É uma surpresa desagradável ver a formação de um grupo sem a participação das entidades médicas”, afirma Marun David Cury, diretor adjunto de Defesa Profissional da APM.

Na mesma perspectiva, Marcos Pimenta, assessor da diretoria da Associação Paulista de Medicina, ressalta a não transparência na elaboração do projeto, que restringiu a participação de apenas três entidades para discutir a definição do modelo alternativo – Ministério da Saúde, Agência Nacional de Saúde Suplementar e Confederação Nacional das empresas de Seguros Gerais. “Seria importante ampliar esse grupo, envolvendo representantes médicos, outros prestadores e hospitais. Não está havendo transparência na elaboração de um formato que poderá existir. O Governo alega que é um estudo preliminar, mas desse debate restrito pode se efetivar a proposta”, critica Pimenta.

Direito do consumidor ameaçado

Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Proteste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, também se diz aflita com o andamento da proposta. “É preocupante porque não é admissível que o consumidor perca a cobertura mínima obrigatória que foi conquista com a Lei nº 9656, a partir de 1998. Vai na contramão do que a ANS tem feito”, pondera.

Em reunião realizada em 16 de julho na Associação Médica Brasileira, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou que a cobertura menor diminuirá gastos do Governo com o Sistema Único de Saúde, gerando um acréscimo de 20 bilhões de reais para a Saúde, mas, para o presidente da APM, a proposta só garante atendimento básico, “as questões complexas e onerosas serão encaminhadas para o SUS”. Maria Inês concorda: “o consumidor se obrigará a enfrentar as filas demoradas do SUS para esses casos específicos”.

Acredito que esse projeto não acrescentará em nada na vida do cidadão que precisa do SUS para ter o mínimo de garantia de saúde. É temerário esse projeto porque poderá elevar o valor dos planos de saúde que estão atualmente no mercado, bem como deixar o SUS muito mais ineficiente do que está hoje. Além disso, como o nosso Sistema Único de Saúde já é bagunçado, provavelmente, a saúde ficaria pior do que já está.

E você, o que acha dessa proposta? Comente abaixo!

Beijinhos

                   
                                         
                   
18/08/2016
  • Maternidade

Já atualizou a sua Carteira de Vacinação?

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Toda mulher tem que tomar alguns cuidados antes de começar as preparações para uma gravidez. Uma das mais importantes é a atualização da Carteira de Vacinação. Vejam abaixo as vacinas que devem ser tomadas pela mulher antes de engravidar:

Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola)

Essa vacina não deve ser feita durante a gestação, pois é constituída por vírus vivos atenuados. Se a mulher estiver grávida, ela pode utilizar a imunoglobulina, que é uma forma de imunização passiva.

A vacina tríplice viral faz parte do calendário de vacinação da infância, porém, existem diversas mulheres que não apresentam imunidade contra essas doenças por não terem suas carteirinhas de vacinação em dia. Portanto, caso a mulher não tenha realizado a aplicação dessa vacina de forma correta, sua atualização deve ser feita, de preferência, um mês antes das tentativas para engravidar.

Varicela (catapora)

Se a mulher não for vacinada contra a varicela e contraia a doença durante os três primeiros meses de gestação, pode ser que a criança nasça com má-formações nos membros, órgãos ou cérebro, podendo até abortar.

Se a mamãe tiver catapora dias antes do parto ou ao longo do último trimestre, a criança pode nascer com varicela neonatal. Assim, essa vacina deve ser atualizada até um mês antes de se iniciarem as tentativas para tentar engravidar.

Influenza (gripe)

Essa vacina pode ser atualizada na própria gravidez, mas não no primeiro trimestre. Como todos os anos, existe uma modificação na vacina contra a gripe, é importante que essa vacina seja atualizada anualmente. Se a grávida contrair essa gripe, o risco de uma gripe evoluir para a pneumonia é cinco vezes maior do que as outras pessoas.

vacinas

A imunização é importante para a saúde da grávida e do bebê

Tríplice bacteriana (difteria, tétano e coqueluche)

 A atualização dessa vacina deve ser feita a cada dez anos, a partir dos quinze anos de idade. Se a mulher estiver querendo engravidar e recebeu a vacina tríplice bacteriana há mais de cinco anos, é preciso atualizá-la.

Além da proteção das gestantes contra essas doenças, o bebê também será imunizado, evitando-se o risco do desenvolvimento do tétano neonatal, por exemplo.

É importante destacar que, caso essa vacina não seja atualizada, a coqueluche, por exemplo, causa pneumonia, insuficiência respiratória e convulsões, que podem levar à uma parada respiratória. Assim, o risco de gerar uma sequela mental ou motora, devido à falta de oxigenação do cérebro, é muito alto.

Hepatite A

Após a realização dos exames pré-concepcionais, é possível verificar se a grávida é ou não imune à hepatite A. Se não for, é indispensável a vacinação antes de engravidar. Deve ser realizada em duas doses, com intervalo de seis meses entre elas.

Hepatite B

Esta vacina pode ser aplicada durante a gestação. Caso a mulher contraia hepatite B ao longo da gestação e não tenha sido vacinada, é possível transmitir o vírus ao bebê no momento do parto. Além disso, caso o bebê se torne um portador da doença, pode desenvolver cirrose ou câncer hepático.

Meningocócica

Esta vacina deve ser aplicada em mulheres imunodeficientes à doença, em casos de ausência do baço e em épocas de surto ou epidemias.

Bom, pessoal, é isso!

Um grande beijo!

                   
                                         
                   
17/08/2016
  • Vida Saudável

Alimentos saudáveis e exercícios práticos para uma boa forma

Para conquistar a boa forma, sem dúvida nenhuma, você vai precisar ter uma dieta e um programa de exercícios. Desta forma, você conseguirá ter um plano de ação para saber para onde você está indo e também terá toda a sua saúde e sua performance assegurada pelos novos hábitos alimentares.

Estas práticas vão garantir que você consiga se sentir mais bem disposta e, é claro, tenha mais resultados no seu emagrecimento.

Como muitas mulheres sentem algumas dúvidas, hoje, nós vamos passar 3 dicas simples para você incorporar na sua dieta e no seu treino! Continue lendo para descobrir quais são os alimentos saudáveis e exercícios práticos para boa forma que você pode fazer!

Dê preferência para alimentos integrais na sua dieta

alimentos-integrais

“alimentos integrais também costumam ter baixo índice glicêmico”

Talvez, uma das melhores dicas que você pode ter para a sua alimentação seja esta. Dê prioridade para os alimentos integrais. Esses alimentos possuem em sua composição um número maior de fibras e nutrientes e, por essa razão, são alimentos saudáveis.

Os alimentos integrais também costumam ter baixo índice glicêmico, o que é uma maravilha, caso você esteja procurando perder peso (esses alimentos também são ótimos para a sua saúde geral).

Como os carboidratos tendem a sempre ser os “vilões” da nossa dieta, certamente, substituições simples por alimentos integrais podem fazer com que tudo se torne mais fácil e mais saudável.

Dica de alguns alimentos integrais que fazem sucesso no emagrecimento: arroz integral, macarrão integral (qualquer um, desde que seja integral), pão integral. Além desses alimentos, você ainda pode optar por alguns grãos como a linhaça ou a semente de chia que também são alimentos saudáveis e que possuem um fantástico valor nutricional.

Não beba as suas calorias

cortar-calorias

“Um alto consumo de refrigerante faz mal à saúde”

Um dos erros mais comuns das pessoas que estão começando um programa de emagrecimento é, simplesmente, não contar as calorias das bebidas que são consumidas durante todo o dia. Refrigerantes, sucos e, praticamente, qualquer bebida que não seja a água contêm calorias, portanto, elas devem ser levadas em consideração. Calma! Você não precisa beber só água!

Para “contornar” esse problema, opte pelos refrigerantes “zero”, porém, lembre-se de que um alto consumo de refrigerante faz mal à saúde. Sendo assim, devem ser moderados de qualquer forma. Quanto aos sucos, apenas considere que eles possuem calorias e sempre opte pelo próprio suco feito com a própria fruta. Os sucos de caixinha, normalmente, não são alimentos saudáveis pelo excesso de corante e conservantes.

Faça mais exercícios cardiovasculares

exercicios-cardio

“São eles os responsáveis pela grande maioria do seu resultado no emagrecimento”

Os exercícios cardiovasculares são o terror de toda mulher e, com certeza, ninguém gosta de passar um tempão na esteira, porém, eles são fantásticos para a saúde e são os melhores exercícios para o emagrecimento!

Existem um milhão de formas diferentes de exercícios cardiovasculares. Os mais comuns são a caminhada, a corrida e a famosa “bicicleta”, porém, hoje, você tem a zumba e várias outras aulas de exercícios aeróbicos que são fantásticos para a perda de peso. Portanto, não fique com medo ou faça esses exercícios de má vontade. São eles os responsáveis pela grande maioria do seu resultado no emagrecimento e, de repente, tudo o que você precisa é dar uma variada nos exercícios para se manter motivada e firme na sua luta para o emagrecimento.

Um dos programas que hoje faz muito sucesso na internet e que, com certeza, pode lhe trazer resultados para o emagrecimento é o Desafio VIP 60Neste desafio, você encontrará uma infinidade de exercícios práticos para boa forma que você pode praticar em casa e, ainda sim, ter um excelente resultado!

E aí, o que você achou do artigo sobre os alimentos saudáveis e exercícios práticos para boa forma? Conta para  a gente nos comentários abaixo. Nós vamos adorar saber e responder as suas dúvidas!