04/01/2017
  • Vida Saudável

Doença genética de origem portuguesa pode afetar brasileiros

Oi, gente!

Tudo bem com vocês?

Genética e hereditária, a polineuropatia amiloidótica familiar (PAF), ou paramiloidose, é uma doença irreversível que provoca a perda progressiva dos movimentos, levando o paciente à morte dez anos após os primeiros sintomas, se não houver tratamento adequado. Originária principalmente de Portugal, a PAF passou a integrar a lista de doenças raras prioritárias para o governo brasileiro no ano passado.

Embora se trate de uma doença rara, a PAF apresenta uma prevalência elevada em Portugal, chegando a um caso a cada 500 habitantes em algumas regiões. Os japoneses também apresentam uma incidência aumentada da doença em relação à população em geral, assim como suecos e africanos.

“As origens da enfermidade fazem dela uma doença especialmente relevante para o Brasil, que abriga um número de descendentes de portugueses superior ao total de habitantes de Portugal e também uma consistente colônia japonesa”, diz a médica Márcia Waddington Cruz, doutora em neurologia e responsável pelo principal centro de tratamento da PAF no Brasil, o Centro de Estudos em Paramiloidose Antônio Rodrigues de Mello, no Rio de Janeiro.

Embora não existam estatísticas nacionais oficiais sobre a PAF, estima-se que existam milhares de brasileiros com a doença, o que pode fazer do País uma das nações com o maior número de pacientes no mundo. “O problema é que mais de 90% desses pacientes ainda não foram diagnosticados. Isso se deve, em grande parte, ao amplo desconhecimento sobre a doença no Brasil”, diz o neurologista Acary Souza Bulle Oliveira, da Academia Brasileira de Neurologia. Em Portugal, por outro lado, mais de 90% dos portadores já foram identificados, possibilitando a esses pacientes a chance de interromper a doença.

Geralmente, os pacientes recebem o diagnóstico entre os 30 e os 40 anos de idade, no auge da vida produtiva. Degenerativa e com elevado potencial incapacitante, a PAF costuma se manifestar inicialmente por meio de formigamentos e perda de sensibilidade à temperatura nos membros inferiores. Posteriormente, esses sintomas evoluem para braços e mãos, levando à atrofia e à perda gradual dos movimentos.

“Os pacientes com PAF sofrem muito porque a doença lhes tira de uma condição de vida totalmente normal para um estado degenerativo muito crônico”, comenta o atleta alagoano Guilherme Jucá, de 37 anos, conhecido como Pigmeu. Seus planos de participar de competições olímpicas foram duramente interrompidos em 2005, quando ele recebeu o diagnóstico de PAF.

polineuropatia

Fisioterapia para polineuropatia

Herança genética

A PAF é uma doença neuromuscular autossômica e dominante, ou seja, o filho de um paciente apresenta 50% de risco de também ser portador da mutação que causa a enfermidade, sendo a V30M a mutação mais comum. Nesses pacientes, essas mutações ocorrem em uma proteína do corpo chamada transtirretina. (TTR), que é produzida principalmente pelo fígado.

No paciente com PAF, a mutação leva à produção de proteínas TTR instáveis, que se depositam em vários tecidos do corpo, interferindo em seu funcionamento. A progressão da doença é variável entre os pacientes, mas, normalmente, há uma combinação de sintomas, envolvendo diferentes órgãos. Podem ocorrer alterações gastrointestinais, como episódios alternados de diarreia e constipação, insuficiência renal e cardíaca, além de perturbações visuais, como glaucoma e olho seco. Desmaios ou tonturas, geralmente ao se levantar ou mudar de posição bruscamente, compõem o quadro. Pacientes homens também podem apresentar quadros de disfunção erétil.

É sempre bom saber sobre saúde. Se você conhecer alguém nessas condições, oriente-o a procurar um médico!

Beijinhos

                   
                                         
                   
21/12/2016
  • Vida Saudável

De onde vem a motivação?

Oi, gente!

Tudo bem com vocês?

Muitos conseguem acordar bem-dispostos todos os dias e nunca pensaram em  desejar que o tempo passe rápido até o fim do expediente em uma sexta-feira, mas, se para outros a maior parte das atividades rotineiras parece um martírio, há um claro indício de que está faltando motivação na vida.

Problemas deste tipo são cada vez mais habituais, afinal, é comum ouvir que está errado “se contentar com pouco”, o que nos leva a traçar objetivos sempre mais difíceis – sem tempo para desfrutar aquilo que chamamos de vida. Quando temos dificuldade em identificar o nosso propósito na vida ou, ainda, acreditamos que a ambição material e a fortuna são os segredos da felicidade, é muito provável que nunca estejamos satisfeitos e, muitas vezes, nos sentimos deprimidos e amedrontados.

 Quando telefonamos para alguém perguntando como anda a vida, é habitual que se escute: “na correria”. Só que, quando ligamos novamente, a mesma pessoa continua “na correria”. Já reparou? Essa é uma colocação engraçada. Podemos imaginar a pessoa correndo em uma esteira de ginástica sem chegar a lugar algum. É esse “onde chegar” que muitas vezes nos motiva. Se motivação tem sido um problema em sua vida, reflita sobre os conselhos abaixo:

 1 – Viva o presente

Estamos, na maior parte do tempo, pensando no passado (“eu deveria ter feito aquilo”) e no futuro (“amanhã, farei isso”). Geralmente, só trazemos nossa mente para o presente quando algo muito bom está acontecendo (pergunte a um surfista no que ele pensa enquanto surfa, e ele provavelmente responderá: “nada” – Ele está no presente!).

Encarar a vida dessa forma gera excesso de ansiedade e preocupação, o que nos deixa desmotivados. Para se libertar desse estresse, é preciso viver no presente. O passado traz culpa e arrependimento e o futuro, ansiedade e preocupação.

 2 – Filtre as informações negativas

Recebemos muitas informações o tempo todo e, nem sempre, de fontes apropriadas. Certas notícias nos deixam deprimidos e assustados, especialmente, no noticiário, pois nos sentimos impotentes diante de situações negativas que não podemos mudar.

Devemos moderar a exposição a fatos negativos, colocando-os distantes de nossos interesses e longe de nosso âmbito de ação.

 3 – Conheça-se e busque o equilíbrio

Você sabe como é sua rotina (ou seja, tem consciência do que “faz”), mas, muitas vezes, o que fazemos não é aquilo que, de fato, somos.

O autoconhecimento é fundamental para ter prazer em uma atividade e se sentir motivado.

 4 – Aproveite aquilo que a vida lhe oferece

Você não gosta do seu trabalho? Se não consegue pensar em nenhum aspecto positivo, pode ser o caso de procurar outro emprego, mas, antes, faça a reflexão: quantas pessoas gostariam de estar no seu lugar? Quantas pessoas gostariam de não estar sozinhas?

Tente valorizar o que já conquistou até aqui (e o seu trabalho, mesmo que tenha defeitos, faz parte disso).

É muito importante seguir essas regras. Vale a pena!

Beijinhos

Este texto foi gentilmente cedido por Alvaro Fernando.

                   
                                         
                   
20/12/2016
  • Passeando

Exposição Silvio Santos Vem Aí

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Na semana passada, o Elton, a Aninha, o Paulinho e eu fomos visitar a Exposição Silvio Santos Vem Aí que está acontecendo no Museu da Imagem e do Som. Ao chegarmos, nos deparamos com esta imagem muito legal:

Ao entrarmos, nos deparamos com uma imagem holográfica do Silvio dando boas-vindas a todos os visitantes. Também aparece o Silvinho, aquele desenho animado do Programa Silvio Santos.

Na sequência, a gente passa pela entrada do Programa Silvio Santos e o visitante pode ver como foi o começo de carreira do Silvio no Rio de Janeiro, passando pela Cinelândia até a barca que ele animava que fazia o percurso Rio-Niterói.

Quando o Silvio animava a barca, ele foi aprovado para trabalhar na Rádio Nacional, onde conheceu diversas celebridades como Manoel de Nóbrega e Ronald Golias. Depois disso, o Manoel de Nóbrega o convidou para trabalhar em sua caravana. Como o Silvio ficava vermelho quando estava em público, Manoel de Nóbrega o apelidou de “Peru que Fala”.

Na década de 60, o Silvio comprou horários na extinta TV Tupi e na TV Paulista e deu início aos seus programas.

LPs e compactos

Homenagem ao programa Cidade X Cidade

Diversos programas da época

Homenagem a Manoel de Nóbrega

Boa noite, Cinderela

Em 1981, Silvio Santos conseguiu a concessão da TVS. No ar, emplacou diversos sucessos como Namoro na TV, Roletrando, Domingo no Parque, Qual é a Música?, entre outros. Nesta seção da exposição, os visitantes podem interagir com o Pião da Casa Própria, Porta da Esperança, De Quem É Esta Voz?, entre outros.

De quem é esta voz?

De quem é esta voz? #exposicaosilviosantos #silviosantos #mis #museudaimagemesom

Um vídeo publicado por Fernanda Besagio Ruiz Ramos (@fernandabesagio) em

Até o Silvio Santos apareceu!

Depois dessas seções, o visitante também pode interagir com os jurados do programa Show de Calouros, com o cenário do Chaves, com o programa Show do Milhão, com o programa Domingo no Parque, entre outros:

 

Siiiimmm

Publicado por Fernanda Besagio Ruiz Ramos em Sexta, 16 de dezembro de 2016

 

O visitante recebe esta foto por e-mail depois da brincadeira

Eleições 1989

Barril do Chaves

Vim cobrar o aluguel!

Amore brincando no Show do Milhão

Ih, errei!!

Topa Tudo!

Céu de aviõezinhos!

Bom, pessoal, é isso! Veja como visitar a exposição também:

Exposição Silvio Santos Vem Aí

Onde: Museu da Imagem e do Som
Endereço: Avenida Europa, nº 158, São Paulo
Telefone: (11) 2117-4777
Site: http://www.mis-sp.org.br/
Valor do ingresso: R$ 12,00

Beijinhos

                   
                                         
                   
19/12/2016
  • Casa

Decorando a mesa da ceia de Natal

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Os blogs Brisa da Tarde, Recebendo Visitas e o Blog Suellen Soares se juntaram para dar dicas muito legais sobre organização e ideias de decoração de Natal.

Sempre gostei de decorar a minha casa para o Natal. Infelizmente, com a correria da mudança, não pude decorar a minha casa este ano. Ah, mas me aguardem no ano que vem! 😀

No ano passado, dei dicas de árvores de Natal diferentes para vocês fugirem da tradicional. Este ano, resolvi separar 10 sugestões de decoração da mesa da ceia de Natal. Vamos a elas?

Crédito: Casando em BH

Crédito: Blog Magra Emergente

Crédito: Até que Enfim

Crédito: In Material

Crédito: Frining.com

Crédito: Imanada

Crédito: Menina de Atitude

Crédito: Muito Chique

Crédito: Muito Chique

Crédito: Lojas Bella Casa

E aí, gostaram das dicas? Espero que sim! Vocês costumam decorar a mesa da ceia de Natal também? Comentem aqui embaixo!

Beijinhos e até a próxima!

                   
                                         
                   
18/12/2016
  • Casa

Escondidinho de bacalhau com arroz

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

A data mais esperada do ano para muitas pessoas, o Natal, é marcado por encontros familiares, amor, alegria e por muitas comidas deliciosas! Pratos como peru, pernil e farofa sempre são destaques, mas que tal um escondidinho de bacalhau com arroz como alternativa? Esta é a sugestão da Fugini Alimentos. Confira abaixo e surpreenda-se:

Ingredientes

 1 pacote de purê de batata

1 lombo de bacalhau dessalgado e congelado

1 cebola cortada em meia lua

1/2 xícara (chá) de azeitonas verdes fatiadas

1/2 xícara (chá) de salsinha fresca picada

1/2 xícara (chá) de azeite

1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado

50g de creme de leite

1 caixinha de molho branco 

Modo de preparo

Numa panela pequena, coloque o lombo de bacalhau, cubra com água e leve ao fogo alto até ferver. Deixe cozinhar por 10 minutos. Transfira o lombo para uma tigela e desfie com um garfo.

Pré-aqueça o forno a 200ºC (temperatura alta).

Leve uma frigideira grande ao fogo médio e, quando aquecer, regue com o azeite. Junte a cebola e refogue, mexendo por 3 minutos, até ficar transparente. Junte o tomate e refogue por mais 5 minutos, mexendo bem. Por último, adicione as azeitonas e o bacalhau. Misture e desligue o fogo.

Transfira o bacalhau para um refratário. Cubra com o purê e adicione a mistura de parmesão, creme de leite e molho branco.

Leve para assar por 20 minutos ou até gratinar. Sirva a seguir com arroz.

E aí, gostaram da sugestão? Espero que sim!

Beijinhos e até a próxima!

                   
                                         
                   
17/12/2016
  • Amor e intimidade

Dicas de presentes personalizados de Natal

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Todo mundo se preocupa em dar presentes de Natal para as pessoas que ama. No ano passado, eu dei algumas dicas de presentes baratos para o Natal.

Este ano, percebi que venho me importando muito mais com aqueles presentes personalizados e/ou feitos à mão. Por essa razão, montei duas listas bem legais para vocês se inspirarem: uma lista com dicas de presentes até R$ 100,00 e outra, com dicas de presentes de até R$ 200,00. Vejam abaixo as listinhas:

Até R$ 100,00

1. Cadernos Harry Potter – Loja Donna Rita – de R$ 29,90 a R$ 116,90
2. Camiseta DeLorean – Morangos Sardentos Camiseteria – R$ 39,90
3. Aparador de livros – Versatyll – R$ 69,99
4. Pulseira amazonita + crioprásio – AR Essencial – R$ 80,00

A partir de R$ 100,00

1. Petit Planner – La Pomme – R$ 198,00
2. Cooler para 6 latinhas e petisqueira – Coisas de Boteco – R$ 189,00
3. Luminária José Cuervo – Glassgift Design – R$ 143,65
4. Organizador de maquiagem – Atelier Madeira e Arte – R$ 110,00

Bom, pessoal, é isso! Espero que tenham gostado das dicas!

Beijinhos