Brisa da Tarde | Curtindo a Vida em Família

6 dicas para evitar a umidade em casa

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Basta a temperatura ficar mais baixa e chover um pouco a mais para que os primeiros sinais da umidade apareçam na sua casa? Pois saiba que, geralmente, a causa da umidade, tanto em ambientes internos como externos, é por causa de infiltração de água ou pouca saída de ar no local.

A boa notícia é que existem algumas técnicas sustentáveis para evitar esse problema que vão desde a correta drenagem do solo e impermeabilização de paredes, até o aproveitamento da água da chuva. Quer saber mais? Siga com a leitura!


1) Drenagem do solo

A drenagem do solo é uma solução inicial para evitar a umidade em casa. Quando esse procedimento não é realizado, o imóvel corre o risco de sofrer com infiltrações e com a umidade excessiva em alguns ambientes da residência. Em longo prazo, isso pode danificar a casa e até provocar problemas de saúde, em alguns casos.

De modo geral, a drenagem consiste na instalação de drenos ou tubos ligados à rede pluvial, na área externa da residência. Nos dias de chuva, o excesso da água é transportado pelos tubos para fora do terreno evitando problemas com infiltrações no solo.

Essa opção de drenagem pode ser combinada com uma cisterna para o reaproveitamento desta água no dia a dia da sua casa. Saiba mais sobre drenagem do solo aqui.


2) Impermeabilize as paredes

A argamassa e a tinta impermeabilizante são soluções acessíveis e práticas para evitar problemas de mofo e umidade nas paredes. Esses produtos contam com propriedades bloqueadoras que impedem a penetração da água na estrutura interna.

Normalmente, a aplicação desses produtos é realizada de maneira simples, mas, para garantir a correta aplicação e ficar realmente livre da umidade e mofo, é recomendado contratar um profissional qualificado. Lembre-se que a má-aplicação dos produtos impermeabilizantes gera desperdício de material, pois requer manutenção e retrabalho, duas coisas que não combinam com sustentabilidade!

A nossa região é muito irrigada e, por essa razão, nós tivemos que impermeabilizar as paredes e o chão da nossa casa. Nós utilizamos cimento impermeabilizante no chão e nas paredes e não tivemos nenhum problema com mofo nessas partes da casa. Fique à vontade para relembrar a nossa reforma aqui.

Minha casa na época da reforma


3) Use piso drenante na área externa

O uso dos pisos drenantes é uma opção sustentável para evitar acúmulo de água, umidade, infiltrações vindas da área externa do seu imóvel.

Esse material, também conhecido como piso permeável, é poroso e isso permite que a água da chuva, das mangueiras ou da piscina passem por ele e cheguem no solo. Isso reduz o acúmulo de poças na região externa e a sobrecarga de galerias pluviais. Em locais com frequência incidência de enchente, é importante o uso desse material.

Além da retenção da água, outro benefício é que, antes de chegar no solo e lençol freático, este material promove uma filtragem que elimina impurezas e até metais pesados. Isso acontece porque a base feita para esse tipo de piso é composta de areia e pedra brita.

Convém destacar que a produção desse piso permeável também é sustentável, pois são feitos com materiais reaproveitados ou bases naturais como fibras e pedras.


4) Aproveite a água da chuva

Ter um sistema de aproveitamento da água da chuva ajuda a evitar infiltrações e ainda gera uma economia de água potável. Para tanto, você precisa contratar um profissional para que ele elabore um projeto hidráulico sob medida para a sua residência.

O funcionamento desse sistema é eficiente, pois coleta a água pluvial em áreas impermeáveis, como os telhados das residências, e a estoca em uma cisterna reservada. No reservatório, a água é submetida a um processo de filtragem para a remoção das impurezas. Em seguida, ela é direcionada para pontos de abastecimentos exclusivos como descargas, sistema de irrigação, torneiras e outros.


5) Faça o reaproveitamento da água cinza

Também é possível reaproveitar a água cinza, aquela desperdiçada nos banheiros, lavatórios e cozinhas das casas. Nesse caso, o projeto hidráulico é bastante parecido com o das águas pluviais.

Ao longo do dia, a água usada no ambiente interno da casa é armazenada em uma cisterna exclusiva. Nela, ocorre o processo de filtração para que em seguida a água seja distribuída para os pontos de descarte. Normalmente, ela é reaproveitada nas descargas dos vasos sanitários, lavagem de quintais entre outros.


6) Ventile o local

A umidade nas paredes também surge de maneira rápida em ambientes fechados. Por isso, uma solução para evitar esse problema é investir na ventilação natural da sua casa.

Verifique a possibilidade de construir pequenos vãos e janelas nos quartos e cozinhas. Além disso, adquira o hábito de manter as portas abertas o máximo de tempo possível. Essa é uma medida simples que, somada às demais, ajuda a reduzir a umidade em casa de forma sustentável.


Agora que você conhece as maneiras sustentáveis para evitar a umidade em casa, o que acha de colocá-las em prática?

Para tanto, lembre-se que obras malfeitas provocam desperdício de materiais, o que não combina com o propósito da sustentabilidade. Por isso, confie os serviços de drenagem no solo, impermeabilização das paredes e aproveitamento da água apenas para profissionais competentes. Eles serão capazes de indicar materiais de qualidade e prestar um serviço eficiente.


Bom, pessoal, é isso! Espero que tenham gostado do post hoje!

Beijinhos

Comente

comments

Tipos de brita: da construção à decoração
5 dicas para montar um quarto de criança
Como fazer a transição do bebê da banheira para o chuveiro
Acompanhe as nossas notícias

Assine

Close