Brisa da Tarde | Curtindo a Vida em Família

Aquilo que meus olhos não veem…

Oi, pessoal!

Tudo bem? Aqui está tudo bem!

Uma vez, me disseram que os olhos são a janela da alma. Se pensarmos um pouco, vamos perceber como é grande por ter a oportunidade de admirar um pôr-do-sol, os pássaros coloridos voando no céu, o sorriso lindo de uma criança, as pessoas que amamos, etc. E aquelas coisas que os nossos olhos não veem, mas que podemos sentir?

Ver é muito bom, mas sentir aquilo que não conseguimos ver é tão gostoso! O coração é o centro de tudo! Ele faz com que possamos sentir tanta coisa. Muitas vezes, nos pegamos vendo uma pessoa na rua. Ela simplesmente está sentada no banco da praça ouvindo uma música no seu celular. O que será que essa pessoa está pensando? Será que está bem? Será que é amada? Essas dúvidas somente serão respondidas se você se aproximar dela e perguntar como foi o seu dia.

É muito fácil olharmos uma pessoa rica, por exemplo, e pensarmos: "puxa, essa pessoa tem tudo; eu queria ser essa pessoa!". Será que a vida dela é fácil? Será que ela precisaria agora de um ombro amigo para chorar? Existem muitos problemas diferentes e não podemos saber se essa pessoa é feliz ou não. Então, é preciso olhar para cada um com o coração e não somente com os olhos.

Se não prestarmos atenção e somente enxergarmos determinada situação com os nossos olhos, muitas vezes, podemos ser injustos. Todo mundo tem problemas, sejam eles grandes ou pequenos, então, cabe a todos nós não julgarmos ninguém.

Você é 100% feliz ou tem algum problema atualmente que precisa resolver? Gostaria, neste momento, de um abraço sincero da sua mãe, por exemplo, e ouvir a seguinte frase: "logo, logo, isso vai passar"? Independente da raça, do credo, da orientação sexual, da posição social, todos nós temos algo para resolver. Isso faz parte da vida! Se estamos aqui encarnados neste planeta, é porque temos muita coisa para fazer. Então, vambora ser feliz?

Antes de julgar alguém por determinada ação, reflita: "será que essa pessoa realmente é da maneira que me mostrou ou será que essa pessoa está sofrendo por algum problema?". Estenda a mão para essa pessoa e faça com que ela se abra com você. Saiba que você estará fazendo uma boa ação e ajudando alguém que está precisando apenas de uma boa conversa.

Um grande beijo e bom final de semana.

Comente

comments

Mamães na Web.com.br
Voltamos!!
O que esperar do verão?
2 comentários
  • Fernanda Rodrigues

    Meu avô costumava dizer um dito popular que anuncia "Todo mundo fala das cachaças que tomo, mas não dos tombos que levo". Quando era criança, eu achava engraçado, mas agora que cresci isso fez total sentido. Me lembrei disso ao ler o seu post, porque tanto o ditado, quanto o seu texto falam justamente do julgamento alheio sem saber exatamente do que acontece na realidade.
    Acho que praticar o exercício de julgar menos é algo que todos deveriam praticar…

    Beijos,

    Fernanda Rodrigues postado recentemente…Cegueira epidêmicaMy Profile

    Responder
    • Fernanda

      Oi, Fê!

      São ótimas as palavras do seu avô. É bem isso mesmo! Todo mundo costuma falar da vida alheia, mas o que será que tem por detrás da vida de determinada pessoa para ela agir de determinada maneira? É fácil julgar… Se cada um olhasse mais para a sua própria vida, o mundo seria melhor!

      Beijinhos

      Responder
Acompanhe as nossas notícias

Assine

Close