Brisa da Tarde | Curtindo a Vida em Família

Inflação: cuidado com as compras

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

A inflação, que tanto castiga os consumidores, desacelerou em junho, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mês passado, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou variação de 0,35%, menos da metade da taxa de maio, que foi de 0,78%.

No acumulado de janeiro a junho, o IPCA avançou 4,42%, em comparação a 6,17% no mesmo período do ano passado. Na comparação entre maio e junho, sete dos nove grupos que compõem o IPCA desaceleraram.

Mesmo que a inflação tenha desacelerado em junho, você não deve se descuidar na hora de poupar, principalmente porque alguns itens de alimentação básica continuam com preços elevados. O grupo de Alimentação e Bebidas desacelerou de 0,78% em maio para 0,71% em junho. Ainda assim, teve a maior contribuição entre os grupos do índice no resultado do mês passado. Os preços do feijão-carioca continuaram se destacando. O valor do quilo ficou mais caro em 41,78%. O preço do litro do leite longa vida também teve forte aumento (10,16%).

Para economizar nas compras do supermercado, a dica é pesquisar muito antes de comprar. “A pesquisa pode ser pela internet, em sites especializados e gratuitos (que fazem comparação de preços). Leve uma lista do que vai comprar e leve só o que for consumir. Veja se os supermercados cobrem o preço da concorrência”, sugere Múcio Zacharias, professor de economia do IBE-FGV e diretor do Economies Consultoria Empresarial.

Para economizar com feijão especificamente, você pode cozinhar uma grande quantidade de uma vez, separar em pequenas porções e congelar. Assim, você vai descongelando aos poucos, conforme for consumindo, e evita o desperdício. Experimente marcas diferentes e mais baratas, mas que sejam de boa qualidade.

Pesquise muito antes de ir às compras

Pesquise muito antes de ir às compras

Para o dinheiro render mais nas compras da feira, compre semanalmente e em quantidades menores. Leve uma lista do que precisa comprar e dê preferência às frutas de época que tendem a ser mais baratas.

No IPCA de junho, o grupo Transportes teve recuo de 0,53%, em comparação à baixa de 0,58% em maio. Mesmo com os preços em trajetória de queda, vale a pena continuar economizando. “Veja se compensa ter carro, tendo em vista todos os gastos relacionados a ele. Às vezes, não vale a pena. Use o transporte público e divida carona”, afirma Zacharias. Veja se há pessoas em seu prédio, ou perto de onde você mora, que vão para lugares próximos ao seu local de trabalho. Vocês podem ir juntos e dividir as despesas com combustível.

O grupo Comunicação teve variação de 0,04% em junho, ante 0,01% em maio. Para economizar, a sugestão é avaliar se vale a pena manter a linha de telefone fixo e mudar o plano de celular para um mais barato.

Os dados do IPCA divulgados hoje mostraram também que o grupo de Artigos de Residência desaceleraram de 0,63% em maio para 0,26% em junho. O de Vestuário passou de 0,91% para 0,32% na mesma base de comparação. O grupo de Saúde e Cuidados pessoais desacelerou de 1,62% em maio para 0,83% em junho, o de Despesas Pessoais de 1,35% para 0,35%, enquanto o de Educação passou de 0,16% para 0,11%.

Por isso, é muito importante estar atento(a) às mudanças no cenário financeiro para não contrair dívidas desnecessárias.

Beijinhos

Este texto foi gentilmente cedido por Finanças Femininas.

Comente

comments

Apostando no delivery durante a quarentena
Como limpar o quarto do bebê?
O novo quarto da Micaela
Acompanhe as nossas notícias

Assine

Close