Brisa da Tarde | Curtindo a Vida em Família

O que fazer para tornar as cicatrizes imperceptíveis?

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Se você perdeu peso ou apenas teve filhos recentemente e está pronta para fazer uma abdominoplastia ou aumento de mama, provavelmente, não está pensando muito sobre a incisão e a cicatriz que o processo deixará.

Esta deve ser uma preocupação importante e um dos motivos pelos quais você deve escolher um bom médico para realizar o procedimento, já que a cicatriz, muitas vezes, é inevitável.

Cicatriz

Uma cicatriz é um artifício da natureza para consertar a pele machucada ou cortada. Um corte de pele inicia um complexo processo inflamatório para gerar a cicatriz. As células especializadas trabalham como um poderoso exército parando o sangramento enquanto substancias químicas que ajudam a curar são levadas para o local. Um desses produtos é a histamina.


Histamina

A histamina estende os vasos sanguíneos, abrindo pequenos buracos nele para permitir que células responsáveis pelo processo de cicatrização vazem para o lugar ferido. Você já deve estar familiarizado com um efeito colateral da histamina: ela pode causar coceira nas cicatrizes.

As células produtoras de colágeno trabalham como uma fábrica de roupas, tricotando a ferida. Assim como uma fábrica precisa de eletricidade, essas células precisam de energia e oxigênio. Nos pulmões, os glóbulos vermelhos carregam oxigênio pelos vasos sanguíneos, distribuindo onde for necessário. Para a ferida cicatrizar, no entanto, a rede de vasos existente não é suficiente.


O que o corpo faz?

O corpo cria novos vasos sanguíneos. Os novos capilares formados trazem o sangue rico em oxigênio logo abaixo da cicatriz e geram o rubor característico. É por isso que as cicatrizes são rosas.

Cicatriz

Crédito: Guia del Niño

Ao final da cicatrização, o colágeno novo e desorganizado reorganiza-se em sua forma final. Uma vez finalizado o trabalho, os vasos não são mais necessários, desaparecendo com o tempo.

É por isso que as cicatrizes desaparecem. A cicatriz ideal é fina, plana, assintomática, mas isso leva até dois anos para acontecer.


Então, como conseguir uma cicatriz melhor?

Os médicos criam cicatrizes o tempo todo sempre que cortam a pele. Parte da arte da cirurgia plástica consiste em esconder bem essas incisões – em dobras, no cabelo e em locais mais discretos, mas essas incisões deixam marcas.

Na verdade, há muitas coisas que o seu médico levará em conta ao fazer uma incisão para minimizar ou até esconder essas cicatrizes. Saber se o seu médico tem experiência nessa área é, com certeza, essencial na hora de escolher o profissional.

É natural que os pacientes esperem uma cicatriz perfeita: fina, achatada e branca, mas nem todo mundo se recupera dessa forma.

Existem alguns fatores que afetam a cicatrização que são:

  1. Genética: você herda dos seus pais a qualidade de cicatrizar bem ou mal;
  2. Tensão: é mais provável que uma incisão fechada de forma a gerar tensão se torne uma cicatriz espessa, elevada e larga;
  3. Localização e tipo de pele: as cicatrizes das pálpebras são geralmente melhores que as das costas ou do peito;
  4. Idade: as crianças desenvolvem cicatrizes mais espessas entre os 8 e 16 anos, enquanto os mais velhos tendem a formar cicatrizes mais finas;
  5. Fechamento correto: a técnica cirúrgica pode afetar o resultado, embora não supere outros fatores;
  6. Fluxo de sangue: o tabagismo pode causar morte da pele, levando a uma cicatrização demorada, com cicatriz maior e necessidade de cirurgia para fechar a ferida.
  7. Condição da ferida: bordas irregulares são mais propensas a causar cicatrizes mais grossas que as regulares;
  8. Infecção: uma infecção na ferida pode perturbar a cicatrização e gerar uma cicatriz maior;
  9. Dieta pobre: nutrição inadequada pode atrasar a cicatrização e causar abertura da ferida;
  10. Saúde: medicamentos, condições médicas e radiação prévias podem afetar o processo de cicatrização. Sempre compartilhe seu histórico médico com seu cirurgião.

Planejando uma incisão

O primeiro passo é visualizar o que o paciente deseja após o procedimento. Cirurgias diferentes, claro, geram cicatrizes diferentes, de acordo com o que for necessário realizar.

Uma incisão de abdominoplastia ou de parto, por exemplo, será idealmente abaixo da linha do biquíni para que fique coberta pela roupa íntima. Pacientes que possuem menos excesso de peso terão uma cicatriz menor, assim como aqueles que precisam de uma remoção de grande quantidade de pele acabarão tendo como resultado uma cicatriz maior.

Já nas cirurgias da mama, pacientes que não realizaram remoção de pele extra podem ter a incisão feita ao redor da aréola, abaixo do peito ou da axila. Já nos casos em que é feito o lifting de mama (levantamento), a cicatriz precisará estar abaixo do peito ou da aréola.

Ao fechar as bordas da incisão, a tensão deve ser sempre minimizada. Agentes tópicos de silicone e utilizar um sutiã adequado no pós-operatório minimizam a cicatriz e melhoram sua aparência.

O local deve ser protegido do sol para que a incisão não seja exposta à luz ultravioleta.


Formação de queloides

O fator mais importante na formação de queloides e outras anormalidades é a raça. Afrodescendentes podem ter cicatrizes mais visíveis quando essas tem uma tonalidade mais clara que o tom de pele. Já a tensão da pele é um fator muito mais importante nos caucasianos na hora da cicatrização.

Infelizmente, eu tenho problemas com queloides. Qualquer cirurgia que eu fizer vai deixar uma marca bem grosseira no meu corpo. Percebi isso quando realizei a cirurgia para a retirada da apendicite em 1993.

Quando a Micaela nasceu, a minha cicatriz também formou uma queloide. Estou tentando amenizá-la agora com um gel. Não fiz isso antes porque estava amamentando e existem muitas substâncias que não podemos utilizar nesse período.

A localização da incisão também é decisiva. A pele da mama responde de forma diferente da pele atrás da orelha.
Pesquisas sobre o tratamento de queloides mostraram que pressão, uso de esteroides e certos tipos de radiação foram eficazes na redução dessas.

Outro tipo de cicatrização anormal é a cicatriz hipertrófica. Uma cicatriz hipertrófica é elevada, mas não chega a ter aspecto de queloide, podendo ser vermelha e macia.

O queloide cresce fora dos limites da incisão. Pode ocorrer em afrodescendentes, caucasianos e asiáticos.

Antes de considerar um procedimento, tenha tudo isso em mente. A cicatriz depende da tensão da incisão, da localização, infecções pós-operatórias e até da sua genética – e nem tudo isso pode ser previsto.

Cicatriz

Crédito: Universia – UOL


Bom, pessoal, é isso! Gostaram do post de hoje? Não deixe de comentar sua opinião sobre o assunto e compartilhar o conteúdo nas suas redes sociais!

Beijinhos

Comente

comments

Emagrecendo com o Vigilantes do Peso
3 sucos para emagrecer
Açúcar refinado: o grande vilão
Acompanhe as nossas notícias

Assine

Close