Brisa da Tarde | Curtindo a Vida em Família

Vou me mudar – como desapegar?

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Acredito que a parte mais difícil de se casar é a mudança para a casa nova e saber o que levar ou não para ela. Ao longo dos anos, vamos adquirindo coisas e, muitas vezes, não nos desfazemos delas. Sabe aquele caderninho de perguntas e respostas que as suas amigas respondiam na adolescência e que você não tem coragem de jogar fora? Pois é… Acredito que é necessário desapegar dessas coisas e entrar de vez na vida de casada. Vejam abaixo algumas dicas de coisas que não precisam ser levadas para a casa nova:

1. Ursinhos de pelúcia e brinquedos de infância

Crédito: Mercado Livre

Hum, como é difícil se desapegar da infância. Eu mesma tenho esse problema. São brinquedos antigos, coleções, ursinhos que foram dados de presente que marcaram uma época tão feliz das nossas vidas. Só que essas coisas não terão muita utilidade na casa nova e a vida "adulta" precisa ter espaço. Se você não conseguir se desapegar de tudo, guarde um ou dois (e só) brinquedos que foram realmente especiais na sua vida e utilize-os como objetos de decoração da casa nova.

2. Papéis sem importância

Crédito: Guia do Empreendedor

Como a gente junta tralha, principalmente papéis sem importância. São extratos bancários, comprovantes de pagamento, papéis de bombom, etc. Jogue tudo isso fora! Se o papel é importante, escaneie-o e salve em seu computador. Os comprovantes de pagamentos são importantes durante cinco anos. Depois desse tempo, você pode jogá-los fora. É claro que muitos papéis não devem ser jogados fora como: títulos de propriedade (escritura de bem imóvel, documentos do carro, etc), diplomas, certidões (casamento, nascimento), carteiras de vacinação, etc. O resto pode ser digitalizado e salvo em DVD, pendrive, nuvem ou HD externo.

3. Roupas que você não usa

Crédito: Infiltrados no Mundo

Pare com esse negócio de "ah, um dia, eu vou usar"! Se você não usou uma roupa durante um ano, pode ter certeza que você não a usará mais. Doe o que está em bom estado para quem precisa. Se acha que poderá ter algum lucro com elas, anuncie-as em sites como o OLX ou Enjoei.

4. Livros e cadernos da faculdade

Crédito: Dito pelo Maldito

A minha área (Direito) se atualiza praticamente todos os dias. A cada ano, sou obrigada a comprar um Vademecum (livro com muitas leis) porque muitas leis mudaram. Muitas coisas que utilizei na faculdade já não me servem mais. É claro que a base de tudo não muda. Então, guarde livros que não tenham atualização constante.

5. Jornais e revistas inúteis

Eita, mais coisas que são tralhas! Tudo isso é passível de ser encontrado na internet. Aí, você me diz: "ah, mas esta matéria não tem na internet"! Tudo bem! Então, digitalize a matéria que você acha importante e jogue fora o jornal ou a revista. Viu, como é mais fácil?

E aí, mais alguma dica para desapegar?

Comente

comments

Apostando no delivery durante a quarentena
Como limpar o quarto do bebê?
O novo quarto da Micaela
Acompanhe as nossas notícias

Assine

Close