Brisa da Tarde | Curtindo a Vida em Família

Como escolher uma babá-eletrônica

Oi, gente!

Tudo bem com vocês? Aqui está tudo bem!

Como vocês sabem, o quarto da Micaela ficou pronto um dia antes do nascimento dela. Foi uma verdadeira correria para terminá-lo.

Na época, apenas usávamos o quarto para trocá-la e dar banho. Até os 4 meses, ela dormia no carrinho no nosso quarto.


Mudando para o bercinho

Quando a Micaela completou 4 meses, percebemos que ela já estava muito grande para continuar a dormir no carrinho. Então, a solução foi colocá-la para dormir no berço dela.

Bebê no berço

Primeira vez no berço e o uso da babá-eletrônica

Como o nosso quarto é pequeno, não dava para colocar o berço lá, então, ela teve que ir para o quarto dela. Pensamos muito sobre como escolher a melhor forma de monitorá-la enquanto dormia.


Pesquisando a melhor babá-eletrônica

Pesquisei muito na internet sobre babás-eletrônicas e câmeras de monitoramento e concluí que, para o bebê, a babá-eletrônica é a que mais se adéqua às necessidades.

Eu queria uma que tivesse áudio e vídeo para podermos monitorá-la de longe sem termos nenhum problema e que tivesse um bom custo-benefício.

Depois de muito procurar, encontrei esta aqui:

Esta é a babá-eletrônica da Motorola, modelo MBP481. Eu a comprei no Mercado Livre.


Nossas noites tranquilas

Eu simplesmente adorei essa babá-eletrônica porque, além de não ser tão cara, ela é muito boa. Tem um volume bom e a câmera funciona no escuro.

Todo "unhé" que a Micaela faz a gente consegue ouvir do nosso quarto ou de qualquer outro ambiente da casa muito bem. Por ter vídeo, é só pegar o monitor e ver se ela acordou ou se precisa de alguma coisa.

Não é todo "unhé" que a gente levanta. A gente fica olhando para o monitor para saber se ela voltará a dormir sozinha ou não. Só levantamos quando ela está doente ou se ficou em pé no berço. Aí, a gente sabe que ela não vai voltar a dormir sozinha mesmo.

Confesso que a babá-eletrônica foi libertador tanto para mim quanto para o Elton. Ela nos ajuda bastante, pois conseguimos descansar sabendo que a nossa menininha está bem amparada mesmo de longe!


Bom, pessoal, é isso. Este post é meramente informativo, sendo que essas impressões são das experiências que tivemos com este modelo de babá-eletrônica.

Um grande beijo!

Comente

comments

Receitas de papinhas da pediatra da Micaela
Dicas de presentes para o papai: compartilhando momentos
5 dicas para montar um quarto de criança
Acompanhe as nossas notícias

Assine

Close